DETALLE GRUPO DE TRABAJO 14

GT 14. ETNOGRAFÍAS ENTRE LO LEGAL E ILEGAL: FRONTERAS, CONTROLES Y MERCADOS

Coordinadores:

Brígida Renoldi (CONICET-Universidad Nacional de Misiones, Argentina); brire@hotmail.com

Lenin Pires (INCT-InEAC/Universidade Federal Fluminense, Brasil); leninpires@gmail.com

 Efrén Sandoval Hernández (Centro de Investigaciones y Estudios Superiores en Antropología Social, México – Unidad Noreste); esandoval@ciesas.edu.mx

Comentarista: Mariano Perelman (Universidad de Buenos Aires)

 

Sesión 1: (martes 1/12/2015) Horario: 8:30 as 9:30

1. Antônio Rafael Barbosa

Professor do Departamento de Antropologia da Universidade Federal Fluminense e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal Fluminense

antonio.rafael.barbosa@gmail.com

As noções de ilegalismos e delinquência e o mercado de drogas no Rio de Janeiro

2.Alberto Hernández Hernández

 Jaime Andrés Vinasco Barco

Profesor investigador Departamento de Estudios de Administración Pública El Colegio de la Frontera Norte (México). Estudiante de doctorado en Ciencias Sociales con Especialidad en Estudios Regionales, El Colegio de la Frontera Norte (México)

Jvinascodcs@colef.mx

ahdez@colef.mx y/o

La regulación del cannabis en Estados Unidos y su impacto en la frontera Tijuana-San Diego

3. María Maneiro

IIGG-UBA/ CONICET

Zonas de intersección: un itinerario de la noción de informalidad en las ciencias sociales

Debate – 9h30 as 10h20

Sesión 2: (martes 1/12/2015) Horario: 10:30 a 12:30

4. Gilse Elisa Rodrigues

Professora da Universidade Federal do Amazonas(Brasil) y Doutoranda- Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/PUCRS

gilseelisa@ig.com.br

Controle social de práticas (i)lícitas na tríplice fronteira Brasil-Colômbia-Peru

5. Pedro Rabello Paes de Andrade

Mestre em Antropologia/Universidade Federal da Grande Dourados

pedro.rabello@yahoo.com.br

A operação “No caminho”: disputas entre os comércios informal e formal na fronteira Brasil-Bolívia

6. Enrique Da Rosa

Ivonne Dos Santos

Diplomado Gestor de Proyectos por CLAEH, Diplomado en Gestión Cultural en FLACSO, Diplomado en Gestión del Patrimonio Cultural Inmaterial por CRESPIAL-UNESCO, Diploma de Gestión Cultural del Espacio Interdisciplinario de la UDELAR (tesis final).

Estudiante Ciencias Antropológicas (tesis en curso), Diploma “Gestión Cultural Local” Universitat de Girona. Investigadora y Educadora OSC-ECA Hilando Vidas

Ética Contrabandista

Sesión 3: (martes 1/12/2015) Horario: 13:30 as 15:00

7. Isis Karinae Suárez Pereira

Graduanda em Antropologia Social e Cultural na Universidade Federal de Pelotas- UFPel

isiskspereira94@gmail.com

“Yo naci nuna frontera donde se juntan dos pueblos”: Uma (auto)etnografía entre o Uruguai e o Brasil.

8. Fernando de Jesus Rodrigues

Profº do Instituto de Ciências Sociais e membro do Programa Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Alagoas. Líder do Grupo de Pesquisa CNPq Ambientes, Afetos e Economia das Simbolizações (GRUPAAES)

ferssa@gmail.com

Circuitos de bailes de reggae, mercado de entorpecentes e de bens roubados: etnografia de posições informais, legais e ilegais em mercados de diversões em periferias de Maceió, Alagoas, Brasil.

9. Romina de la Cruz Brabo Guerra

Alumna de maestría en el Programa de Posgrado en Antropología Social de la Universidad Nacional de Misiones y Docente en la Universidad Nacional del Nordeste (UNNE)-Instituto de Ciencias Criminalísticas y Criminología (Corrientes-Argentina).

“Los estudiantes norteños de la UNNE y la hoja de coca: una caso peculiar de costumbres y estigmas”.

 

Debate – 15h10 as 16h

Sesión 4: (martes 1/12/2015) Horario: 16:00 a 17:30

10. Antonella Comba

Facultad de Ciencias Sociales-UBA

CONICET-IIGG

antocomba@gmail.com

¿La evasión impositiva, es un delito? Reflexiones acerca del ilegalismo de la evasión impositiva como fenómeno social y cultural

11. Hailton Pinheiro de Souza JR.

Doutorando em Sociologia e Antropologia – PPGSA / IFCS / UFRJ,Professor Assistente – Departamento de Ciências Jurídicas – ICHS / UFRRJ

hailtonpinheiro@ufrrj.br

hpsjunior1@gmail.com

Os limites entre o Legal e o Ilegal em uma Fronteira Agrícola: Reflexões sobre as Relações de Trabalho no “Agronegócio Café” do Cerrado Mineiro (Minas Gerais, Brasil).

12. David Monachon

Estudiante de Doctorado en Antropología Social CIESAS – Centro de Investigación y Estudios Superiores en Antropología Social, México – Unidad DF

david.monachon@gmail.com

Redes Alimentarias Alternativas: producir sin el Estado. Un Estudio Comparativo Franco-Mexicano

Debate

Sesión 5: (miércoles 2/12/2015) Horario: 8:30 as 10:00

13. Eduardo Paes-Machado

Silvia Viodres-Inoue

Sociólogo e criminólogo, Professor do Departamento de Sociologia e do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia.

Psicóloga, Professora do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Católica de Santos. Apoio: CNPq e Capes.

epaesm@gmail.com

O lado sombrio da estrada: Vitimização, gestão coercitiva e percepção de medo nos roubos a ônibus interurbanos

14. Carlos Antonio Flores Pérez

CIESAS-México

cafp72@gmail.comcflores@ciesas.edu.mx

Correlación histórica entre actores lícitos e ilícitos en el noreste mexicano

15. Leonardo Mazzurana

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (PPCIS/UERJ)

leonardomzv@gmail.com

“Na hora sai” (NHS): a precariedade como mecanismo informal organizador dos processos de responsabilização e culpabilização na Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro

16. Gabriel Borges da Silva

Doutorando em Sociologia e Direito pela Universidade Federal Fluminense

borges.silva0705@gmail.

com

Eu atuo ilegalmente, mas represento o Estado: uma reflexão da gestão do espaço público pela lógica da precariedade. 

Debate – 9h as 9h50

Sesión 6: (miércoles 2/12/2015) Horario: 10:00 as 12:30

17. Mónica Evangelina Montero Olivo

Doctoranda en Antropología Social IDAES/UNSAM

monicaemo@yahoo.com

 monicaemo31@gmail.com

Los diferentes sistemas políticos que intervienen en la producción del orden y la seguridad en una cárcel del Servicio Penitenciario Bonaerense

18. Paula Lessa

Mestre em Direito pela UFG, Policial Federal

A Institucionalização da Corrupção em Âmbito Policial

19. Luciane Patrício

Jacqueline de Oliveira Muniz

Mestre e Doutora em Antropologia (PPGA/UFF). Professora adjunta do Departamento de Segurança Pública da Universidade Federal Fluminense (DSP/UFF).

Mestre em Antropologia Social (Museu Nacional/UFRJ) e Doutora em Ciência Política (IUPERJ/UCAM). Professora adjunta do Departamento de Segurança Pública da Universidade Federal Fluminense –  DSP/UFF.

luciane.patricio@uol.com.br

jacquelinedeoliveira.muniz@gmail.com

“Quem paga, bota para trabalhar”: Tensões entre a regulação do “bico clandestino” e a regularização do “bico oficial” nos serviços de policiamento na PMERJ

Debate – 11:30 as 12:30

Sesión 7: (miércoles 2/12/2015) Horario:13:30 as 15:00

20. Hernán Armando Mamani

Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional (ESR/UFF)

hernan_a_mamani@yahoo.com.br

"Camelódromos" no Rio de Janeiro e em campos dos goytacazes: jogo político e comércio informal

21. Andressa Nunes Soilo

UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Doutoranda/ 2º semestre

andressansoilo@outlook.com

Práticas pedagógicas e sujeitos legais do Estado: etnografia sobre a administração do camelódromo porto-alegrense e suas produções de legibilidade

22. Rômulo Bulgarelli Labronici

INCT-InEAC/ UFF, doutorando

romulolabronici@gmail.com

Jogos lisboetas; desdobramentos reflexões com jogos de apostas na região metropolitana de Lisboa -Pt.-

 

Debate – 15:00 as 16:00

Sesión 8: (miércoles 2/12/2015) Horario: 16:00 a 17:30

23. Claudia Cardoso Goularte

Atualmente vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal de Pelotas (PPGAnt/UFPel) e Mestre em Sociologia (IFISP/UFPel)

claudiasociologia@gmail.com

Fiscalização, Apreensões e Sofrimento: Narrativas sobre a Ilegalidade entre Camelôs em Pelotas/RS

24. Rosângela Pezza Cintrão

Doutoranda – CPDA/UFRRJ

bibicintrao@gmail.com

Modos de governo e processos de legalização da produção e comercialização de queijos artesanais na região da Canastra  Minas Gerais – Brasil

25. Elizabete Ribeiro Albernaz

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal Fluminense (PPGA/UFF)

betealbernaz@gmail.com

Entre as formas escolares e a socialização informal: reflexões sobre possíveis percursos de construção identitária na Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro

Debate