DETALLE GRUPO DE TRABAJO 127

GT 127. COLONIALISMO, PROCESOS, TERRITÓRIOS Y PUEBLOS INDÍGENAS EM LA REGIÓN PLATINA

Coordinadores:

Jorge Eremites de Oliveira. Universidade Federal de Pelotas/CNPq, Brasil; eremites@hotmail.com

Marilin Renhfeldt. Universidad Católica Nuestra Señora de la Asunción, Paraguay; mrehnfel@rieder.net.py

Ana María Gorosito. Universidad Nacional del Nordeste, Argentina; anagorosito@gmail.com

Debatedor: Thiago Leandro Vieira Cavalcante. Universidade Federal da Grande Dourados, Brasil; thiago_cavalcante@hotmail.com

 

Sessão 1: (martes 01/12/2015) Horario: 8:30 a 12:30

1. Gustavo Verdesio 

University of Michigan

gverdesio@gmail.com

Colonialismo de colonos y territorio en Uruguay: Una reemergencia sin leyes ni tierras

2. Diogo Raul Zanini

Universidade Federal de Pelotas, Brasil

diogoraul@gmail.com

Laudos antropológicos: tensões e dilemas no contexto da luta constitucional pela terra no Brasil

3. Jorge Eremites De Oliveira

Universidade Federal de Pelotas, Brasil

eremites.br@gmail.com

Arqueología de contrato, colonialismo interno y pueblos indígenas en Brasil

4. Ana Cristina Bochnia Cabral

Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brasil

bochniacabral@hotmail.com

Em nome da terra – a busca coletiva por direitos acerca do território Guarani no estado do Paraná

5. Sônia Rocha Lucas

Antonio

Hilario Aguilera Urquiza

Universidade Federal da Grande Dourados, Brasil

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Brasil

soninhalucas@gmail.com

hilarioaguilera@gmail.com

Relação do território tradicional e as crianças indígenas da Aldeia Pakurity – Mato Grosso do Sul/Brasil

 

Sessão 2:  (martes 01/12/2015) Horario: 13:30 a 17:30

6.Rodrigo Villagra Carron

Universidad Nacional de Itapúa, Paraguay

villagrarodrigo@hotmail.com

El arrendamiento de tierras indígenas en el Paraguay

7.Carlos Eduardo Neves de Moraes

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

carleza@rocketmail.com

Mbyá Rekoa Meme em múltiplas relações: territorialidade, mobilidade e o ambiente na sociocosmologia Mbyá-Guarani no litoral catarinense

8.Tania Milene Nugoli Moraes

Hilário Aguilera Urquiza

Universidade Federal da Grande Dourados, Brasil.

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Brasil

tanianugoli@gmail.com

hilarioaguilera@gmail.com

“Os bunda suja”: uma etnografia das crianças indígenas em situação de acampamento no sul de Mato Grosso do Sul e um olhar para os processos educacionais

9. Inês Caroline Reichert

Universidade FEEVALE, Brasil

inesrei@feevale.br

Doutores indígenas no Brasil: autoria acadêmica e pensamento indígena em uma etnografia da Ciência

10. Mónica Wajswol

FLACSO - Buenos Aires, Argentina

monicainahe@gmail.com

Análisis antropológico de las representaciones culturales sobre el indio construidas en diferentes períodos históricos del Uruguay

 

Sessão 3: (miércoles 02/12/2015) Horario: 8:30 a 12:30

11. Bedati Aparecida Finokiet

Universidade Federal da Fronteira Sul, Brasil

bedati.finokiet@uffs.edu.br

Arte Mbyá-Guarani e suas histórias

12.Thiago Leandro Vieira Cavalcante

(Universidade Federal da Grande Dourados, Brasil

thiagocavalcante@ufgd.edu.br

Estado e Colonialismo: processos de demarcação de terras indígenas Kaiowá e Guarani em Mato Grosso do Sul, Brasil (2008-2015)

13.Estelamaris Dezordi

Universidade Federal de Pelotas, Brasil

estelamarisdezordi@gmail.com

O surgimento de uma nova aldeia Mbyá: a TekoaPyaúem Santo Ângelo, Rio Grande do Sul, Brasil

14. Marilyn Cebolla Badie

María Cecilia Gallero

Universidad Nacional de Misiones, Argentina

CONICET, Argentina

macebolla@yahoo.com.ar

ceciliagallero@yahoo.com.ar

“Eran sólo indios…”: La construcción de la alteridad Mbya-Guaraní en el Alto Paraná de Misiones, Argentina (1920-1960)

15. Leilane Patricia de Lima

Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, Brasil

leilaneplima@gmail.com

Os Museus de Arqueologia e a Arqueologia nos Museus: análise de exposições museais no oeste de São Paulo e norte do Paraná

16.Marcos César Borges da Silveira

Universidade Federal de Pelotas, Brasil

borgescerrado@yahoo.com.br

Quando as mulheres não querem mais pelar a cabeça